Avenida Nilo Peçanha, 1221 - Salas 808/809 - Bela Vista - Porto Alegre (RS)
WhatsApp - (51) 99909.6009
(51) 3898.7150

Compulsão por doces: nutri explica o que está por trás e como se livrar do sintoma!

A primeira coisa a se pensar quando se trata de compulsão por doces é saber a origem deste mau comportamento com a sua saúde. E existem algumas razões que podemos pontuar. Por exemplo, você já percebeu como este hábito gera um ciclo vicioso e que, quando a pessoa come um docinho, logo surge um impulso para comer mais, e nunca ficamos em uma única porção? Eis algumas razões do porquê isso ocorre.

Uma delas é o fator emocional. Você chega em casa depois de um dia árduo de trabalho, onde passou por inúmeros compromissos, e está cansada. No seu lar, você tem um verdadeiro encontro consigo mesma e uma vontade incrível de relaxar. O que imediatamente passa por sua cabeça que lhe dará prazer? Um doce! Como cairia bem esta recompensa depois de tantas tarefas no decorrer do dia!

É aí que começa todo o problema. Acaba que você se entrega ao que tem na geladeira e de qualquer forma acaba comendo um, dois ou três. Então a dica é: descubra o que mais pode lhe dar prazer e substitua. Busque outra fonte de satisfação. Por exemplo: passear com o seu cachorro, sair com os amigos, ir visitar uma pessoa querida – ou ainda a mais poderosa das opções: fazer uma atividade física. Pode acreditar: esta vontade desesperadora vai passar ou pelo menos vai cair pela metade.

woman_running_on_a_treadmill__medium_4x3ATIVIDADE FÍSICA: ELA REDUZ SIGNIFICATIVAMENTE A VONTADE DO DOCINHO

Coma com a mente e pense: Vale a pena? Quando consumimos muitos doces, o ganho de peso é sobretudo em gordura, já que eles estimulam a liberação de insulina, hormônio que metaboliza o carboidrato para que ele não se transforme em açúcar no nosso corpo. Sendo assim, a sua produção em excesso gera maior acúmulo de gordura.

Outra razão muito importante de ser compreendida: a insulina é hormônio que, quando esta desestabilizado, desregula e acaba ocorrendo o famoso ciclo vicioso. Você é daquelas pessoas que quando come algo salgado necessariamente vem aquele chamado por um docinho? Então você se enquadra talvez nesta razão. Quando enchemos o nosso prato de carboidrato de alto índice glicêmico ou seja, carboidratos que liberam rapidamente a glicose para a sua circulação, como por exemplo (massa, arroz branco, lasanha) ocorre um efeito rebote. Resumindo: quanto mais carboidrato comemos, mais vontade de doce temos. Para entender analise o ciclo:

carina-grafico

Quando você ingere açúcar ou carboidrato, você tem um pico de glicemia, isto é, um aumento rápido de açúcar no sangue. Este pico faz com que aumente a liberação de insulina, que por sua vez, faz baixar rapidamente a sua glicose, e o seu organismo entende que você precisa repor a energia que foi embora. Logo, você sente aquela vontade insuperável de comer mais açúcar, e assim, voltará a estimular a insulina, e todo este fenômeno volta a acontecer, de novo, de novo, e de novo. Por isso o consumo destes alimentos favorece a compulsão e fazem com que seu corpo entenda que você precisa de açúcar e carboidrato o dia inteiro.

Outra razão muito corriqueira tem a ver com a qualidade do sono. Quando você não consegue dormir bem, isso faz aumentar a produção dos níveis cortisol (o hormônio do estresse), que também aumenta a insulina. Ele é produzido demasiadamente quando o corpo está muito tenso. O cortisol desregulado acaba diminuindo a produção de neurotransmissores do bem-estar e do prazer, o que acaba, irremediavelmente, dando aquela vontade louca de comer doces. O que faz novamente todo o ciclo ocorrer. Então, a recomendação é procurar ter uma boa noite de sono.

Woman sleeping in bed. Woman sleeping isolated on white background.SONO: AJUDA REPARADORA QUE EVITA A COMPULSÃO POR DOCES

É bem comum que o quadro esteja ligado ainda ao aumento do estresse. Por conta dele, o corpo acaba produzindo pouca serotonina e dopamina, substâncias calmantes que controlam a ansiedade e regulam humor e saciedade. Com isso, pode estar faltando no seu organismo alguns componentes como o triptofano, magnésio, complexo vitamínico B, cromo etc. Consumir os alimentos que o corpo não metaboliza bem também interfere na produção dos neurotransmissores e pode ser a chave para o tratamento da compulsão.

Seis dicas que ajudam a evitar a compulsão
Agora que sabemos algumas causas principais da compulsão por doces, vou ajudar a incluir algumas atitudes para que você não entre no ciclo vicioso novamente:

• Procure usar carboidratos complexos (integrais) com menor índice glicêmico e que possuam ais fibras.
• Durante as refeições, não misture dois tipos de carboidratos. Para ajudar a diminuir a velocidade com que entra a glicose na sua circulação, adicione fontes de fibras, como sementes de abóbora, girassol, linhaça, gergelim ou chia para diminuir o impacto do carboidrato no organismo
• Nos lanches ou nas refeições, adicione alguma fonte de proteína para a absorção do carboidrato ser mais lenta e você não entrar no ciclo vicioso.
• Evite o consumo noturno de carboidratos simples como arroz branco, massas e pães. Prefira fontes de proteína combinadas a vegetais. Se for comer carboidrato, que seja um tubérculo como batata doce ou arroz integral, e sempre em menor quantidade.
• Consuma alimentos ricos em fibras, como os integrais e frutas com a casca. Lembre-se: é na casca que a maior parte das fibras está!
• Nos lanches intermediários, utilize sementes oleaginosas como amêndoas, castanhas ou nozes.

home-sementes-oleaginosas-castanhasOLEAGINOSAS: PERFEITAS PARA LANCHES INTERMEDIÁRIOS

E para te ajudar a substituir aquela vontade louca de comer um doce aposte nestas três combinações de alimentos que ajudarão a dar saciedade!

Banana doce rapidinha
Bata no liquidificador a mistura: banana congelada + cacau + canela. Simples e gostoso! Aumenta a produção de serotonina.
Prefere quente?
Misture banana + canela+ cacau. Coloque 2 minutinhos no micro-ondas.

Açaí com tâmara
Bata no liquidificador: 1 polpa de açaí congelada + 3 tâmaras secas + cacau.

Espero ter ajudado um pouquinho a motivar você a sair do vício e não ter a famosa compulsão por doces!

Related Posts

Leave a reply