Avenida Nilo Peçanha, 1221 - Salas 808/809 - Bela Vista - Porto Alegre (RS)
WhatsApp - (51) 99909.6009
(51) 3898.7150

Gordura no fígado é mais comum do que se imagina. Conheça os sintomas e como tratar!

A esteatose hepática é um problema muito mais próximo e sério do que se imagina. O acúmulo de gordura no fígado é considerado perigoso quando ultrapassa a faixa dos 10% com distribuição uniforme. Isso acontece quando os hepatócitos (células do fígado) ficam cheios de gordura, comprometendo, portanto, o funcionamento do órgão e ocasionando danos importantes à saúde.

O fígado é um órgão com inúmeras funções primordiais no organismo. Se os cuidados com a alimentação não são tomados de forma preventiva, uma inflamação constante é iniciada. A ação do tempo torna esse processo ainda mais severo, que, com o passar de anos, pode até ocasionar o câncer.

A doença é ainda mais perigosa, pois não se manifesta com previsibilidade na maioria dos casos. Cerca de 80% dos pacientes não apresentam sintomas de problemas no fígado. Em geral, o diagnóstico é feito de forma acidental, pelo encontro de elevações nas enzimas hepáticas ou ao se submeter a um exame de ultrassom abdominal. Sendo assim, trago esse alerta aos meus leitores, para que saibam quais são as causas e como prevenir a esteatose hepática.

woman_drinking_wine-620x412BEBER SEM MODERAÇÃO NÃO É LEGAL: PODE GERAR ESTEATOSE ALCOÓLICA

Causas da doença
É possível classificar a doença em “Esteatose Hepática Alcoólica”, “Não Alcoólica” e ainda pela Hepatite C. No caso da Hepatite C, a esteatose ocorre em torno de 50% dos casos, e parece depender de uma ação citopática do vírus. Importante: Maus hábitos alimentares e bebidas alcoólicas estão intimamente relacionadas a doença!

Quando se pensa na relação do álcool com a doença, é muito difícil mensurar a dose alcoólica a ser considerada tóxica para o fígado. Embora seja algo extremamente variável na literatura, muitos utilizam a dose-limite de 20 g de etanol/dia. Acima desta medida, estudos mostram maior número de casos da esteatose hepática. Entretanto, o recado aqui é simples: evite excessos.

obese-women-overlook-breast-cancerOBESIDADE NÃO É LEGAL: ELA PODE SER CAUSADORA DA DOENÇA

Excluir o álcool da vida não é o suficiente, pois isso de nada adianta se ainda persistirem os hábitos alimentares ruins. Ainda é possível ter Esteatose Não-Alcoólica, que é geralmente diagnosticada em pacientes com sobrepeso e problemas de alimentação. Cerca de 70% das pessoas com obesidade apresentam esteatose hepática. A doença também se manifesta em quem apresenta gordura visceral (gordura entre os órgãos), diabetes , hipercolesterolemia (níveis elevados de colesterol ) ou sedentarismo. Pode ser diagnosticada por meio das fezes claras, barriga inchada, olhos amarelados, dor de cabeça, cansaço, vômitos enjoos.

Consequências da doença
O fígado é um órgão vital para o organismo. É igual o coração, pulmão e cérebro. Se o corpo está com o fígado comprometido, o prognóstico de vida deste é muito ruim. Afinal, sem as funções do fígado, não temos como sobreviver.

As suas células (hepatócitos) e suas enzimas têm o papel de metabolizar substâncias presentes no sangue, sejam elas benéficas ou prejudiciais ao nosso organismo. O fígado também é capaz de armazenar nutrientes, além de produzir proteínas e vitaminas primordiais para nossa saúde. Com a esteatose hepática todas essas funções ficam prejudicadas. Além disso, a inflamação constante gera lesões, e por fim, levam à cirrose (perda total da sua função levando a insuficiência hepática).

banana-smileORGANISMO FELIZ: DESCASCAR UMA BANANA É TÃO FÁCIL QUANTO ABRIR UMA BARRINHA DE CEREAL INDUSTRIALIZADA

Entretanto, tudo isso pode revertido, se a pessoa estiver disposta a mudar seus hábitos para uma vida cheia de saúde. Por isso, trago aqui algumas iniciativas que estão ao alcance de todos e que podem salvar vidas.

• Começamos com a base de tudo: a mudança do seu estilo de vida. Existem dois aliados para isso acontecer. A alimentação saudável e a prática regular de exercícios físicos.
• Procure comer comida de verdade. Esteja consciente de que descascar uma banana é tão fácil quanto uma barrinha de cereal industrializada.
• Fique atenta! Analise seu abdômen. As medidas de circunferência não devem ultrapassar 88 cm nas mulheres e 102 cm nos homens.
• Procure evitar o álcool (principalmente os destilados). Se for beber, que seja com moderação. Preferencialmente o vinho tinto seco ou espumante extra brut.
• Evite o excesso de açúcar.
• Procure ingerir alimentos com fibras em sua composição.
• Evite excessos de carne vermelha e consuma menos gordura saturada.
• Substitua a carne vermelha por peixes. Use azeite de oliva extra virgem e abuse dos vegetais.
• Lembre-se: quanto mais colorido o seu prato melhor.
• Água é vida, beba sem moderação.

A presença em excesso de gordura no fígado é um risco para a sua saúde. Evite este mal ou reverta este quadro caso esteja instalado. Se não for tratado adequadamente, pode gerar complicações muitas vezes irreversíveis. Mude seus hábitos. Viva mais e melhor! A sua nutricionista pode ajudar!

Related Posts

Leave a reply